Era uma vez um press release…

Foi escrito por um relações-públicas estagiário que aspirava a ser o maior assessor de imprensa de sempre. O estagiário estava empolgado por ter enviado o seu primeiro comunicado de imprensa e ficou a aguardar pelos resultados.

Felizmente um dos supervisores estava atento. Chamou-o e explicou-lhe:

“Estás à espera do quê ? O press release não fala e não podemos ficar à espera de saber se sai nas notícias ou não. Em vez disso vamos pelo menos analisar o alcance que ele teve.

Sabes para quem o enviaste ? seleccionaste os “alvos” ? Então agora telefona para os alvos mais relevantes, aqueles jornalistas que costumam ter interesse pelo tema.

Colocaste uma versão online do Press Release ? E como vão as estatísticas, foi visto muitas vezes? Os nossos press releases mais importantes costumam ter direito a websites restritos. Enviamos a morada, um nome de utilizador e password a cada jornalista. Assim podemos saber quantos tiveram interesse pela informação.”

Claro que o  estagiário achou estranho e perguntou se não seria trabalho desperdiçado, principalmente se a notícia não chegasse aos Jornais.

“Nunca é desperdiçado. Ficamos a conhecer os jornalistas a quem enviamos comunicados e vamos aprendendo. Além disso, os assessores devem ser capazes de estabelecer uma relação de parceria com os jornalistas. Este tipo de informação pode ajudar a que isso aconteça.”

Leave a Reply