uma guerra entre jornais e blogs

Já tinha tomado conhecimento deste caso, mas o Sérgio Rebelo fez um resumo muito bom no doispontocinco.

O que se passa é o seguinte, o Estadão é um dos maiores jornais do Brasil. Recentemente o jornal criou uma campanha publicitária que associa os bloggers a conteúdos com pouca qualidade. A comunidade brasileira de bloggers reagiu, como seria de esperar.

Mas o mais estranho nem é que o jornal tenha antagonizado uma comunidade inteira. Acho mais estranho que não tenham olhado para o exemplo dos jornais portugueses, d’O Publico e do Sol. Jornais que se aliaram a bloggers.

logotipo do código de conduta dos blogs do Estadão

No entanto, o Estadão também tem bloggers. E chega mesmo a aplicar um código de conduta para esses bloggers.

É aqui que o caso fica mais estranho. Se defendem este nível de blogging, porque é que optaram por antagonizar a blogosfera ?

blogs do jornal Brasileiro Estadão

Também gostava de saber qual é a opinião destes bloggers face à campanha publicitária do Estadão. Visto que são os bloggers do Jornal. Felizmente, do que vi, a blogosfera não se virou contra estes blogs. Mas suponho que quando um deles vier a colocar um artigo menos rigoroso, ou com um teor menos profissional, alguém surja para perguntar :”por onde você anda clicando, hein?”

E se procurarmos bem, chegamos à conclusão que isso já aconteceu…
artigo re-publicado por Renato Cruz do Estadão
Mas em vez disso, alguns optaram por colocar em causa a redacção do jornal.

É compreensível, e os efeitos podem ser piores do que a redacção imagina. Os bloggers são muito bons a estabelecer parcerias uns com os outros. E cada blogger acaba por ter uma influência maior ou menor no seu nicho. Como resultado, é possível que esta campanha venha a ter um efeito negativo nas assinaturas do jornal.

Sendo os blogs uma boa fonte de influência, porque é que o estadão não colaborou com eles para subir o número de assinaturas ? Podia ser algo tão simples como oferecer uma assinatura a bloggers influentes e esperar que os leitores os seguissem. Gastavam menos do que pagando à Talent, a agência que criou a campanha.

Alguns bloggers tentaram racionalizar esta campanha. Um deles foi o Quero Ter Um Blog. Segundo este, foi uma questão de mau timming. Não aceito. Acho difícil de acreditar que o Estadão esteja cego à nova vaga de pro-blogging.

Quanto à agência de publicidade Talent, esses sim, fizeram um óptimo trabalho. Deram ao cliente o que ele queria e criaram uma campanha com sentido de humor.

2 thoughts on “uma guerra entre jornais e blogs”

Leave a Reply