Funções da Acreditação e o valor para as Relações Públicas

O processo de acreditação é simples. Trata-se de registar os dados dos jornalistas e outros participantes de um evento. Com isto pretende-se gerir o acesso ao evento, mas não só.

O acto de acreditação destina-se principalmente aos jornalistas. E não é completamente inocente. Ao fazer a acreditação, a organização do evento fica a saber que jornalistas estiveram presentes e quais foram os órgãos de comunicação representados. Mais tarde isto vai ser útil para realizar clipping e analisar o impacto do evento.

A Acreditação permite-nos conhecer o público e gerir toda a logistica do evento com base no público. No caso de eventos internacionais, a acreditação ajuda-nos a atribuir um ou mais guias adequados às características e ao tamanho de cada grupo. Imaginem o valor disto nos Campeonatos Mundiais por exemplo.

É importante ter um guia que fale a nossa língua e possa comunicar com a organização. Pode ser o suficiente para evitar que pequenos incidentes se transformem num mal entendido difícil de gerir.

Do mesmo modo, ter uma noção dos órgãos de comunicação presentes ajuda-nos a criar dossiers de imprensa e press kits. Consoante a dimensão do evento, isto pode significar:

  • Adaptar o dossier à linha editorial;
  • Distribuir o dossier em várias línguas;
  • Acrescentar conteúdos video se se tratar de uma estação de tv;

Finalmente, os dados estatísticos de uma acreditação bem feita vão permitir criar um relatório de resultados mais completo.

Hoje em dia é cada vez mais simples fazer a acreditação. Podemos criar pequenos websites só para o efeito e atribuir uma conta de acesso ao representante de cada público.

Leave a Reply