Manual de Cultivo para Blogs

Por andar a criticar os blogs institucionais que tenho visto, faz sentido apresentar uma introdução sobre como criar um blog. Mas não vamos falar de um blog alojado no sapo, no blogspot ou outro serviço semelhante. Vamos criar um blog num domínio próprio (brunoamaral.com neste caso).

Escolher um Vaso

Quem diz vaso, diz servidor para alojar o blog e uma morada a condizer.

Não vou entrar em aspectos técnicos. Só nos interessa ter espaço suficiente para fotografias, alguns mp3 ou vídeos. A morada é muito mais importante do que o espaço em disco com que começamos o nosso blog. Vamos falar de quê no blog ? É um projecto para divulgar o nosso nome e o currículo ? (No meu caso começou por ser isso, hoje acho que já passámos essa fase…).

A morada do website deve reflectir o tema sempre que possível. Há imensos sites que falam de Search Engine Optimization e de escolher a morada certa para o site certo. E se esta história de Search Engines, motores de busca e tráfego do google não nos interessar ? Não há qualquer problema. Podemos registar o www.asminhasideias.com e por mais que os motores de busca não percebam, as pessoas que nos conhecem percebem, lembram-se e visitam.

Acima de tudo, não registem a morada através da mesma empresa que vos vendeu o serviço de alojamento. Assim, em caso de problemas podem mudar de alojamento ou de empresa que gere a morada, sem que ninguém perceba a transição.

As Sementes

Em muitos casos, para criar um blog basta adicionar água. Existem plataformas de blog que podemos instalar no nosso serviço de alojamento sem esforço. Eu uso o WordPress, mas existem outros como o typepad. É só procurar e escolher.

Basta fazer upload da plataforma escolhida para o nosso alojamento e seguir as instruções de instalação.

Terra, Àgua e Sol

Isto é, conteúdos, actualizações e manutenção em geral. As plataformas de blog que mencionei permitem mudar o design das páginas com menos de 3 clicks. Por isso é que eu acho que o design é um factor de diferenciação muito fraco. (No momento em que escrevo isto ainda nem me dei ao trabalho de personalizar este com o meu logotipo em origami).

Por isso o que faz um blog diferente de outro são os conteúdos e por consequência, o autor ou autores. Cuidar de um blog implica manter um fluxo agradável de conteúdos novos, ler os comentários e conversar com os nossos leitores.

Um amigo meu referiu-se aos blogs como a democratização da web. Na altura eu concordei, mas mencionei que os blogs estavam a passar uma fase negra. Toda a gente dizia o que bem entendia sem se preocupar com a qualidade de conteúdos. Quando se começou a falar de pro-blogging ou blogging profissional, a qualidade de conteúdos recuperou algum fôlego. (De vez em quando ainda voltamos a cair nesse erro.)

Síntese

Para criar um blog com uma morada própria basta adquirir um serviço de alojamento e registar uma morada adequada. Depois é escolher uma plataforma de blogging como o typepad ou o wordpress.

Torná-lo único depende do autor, dos conteúdos e da forma como ele interage com os leitores.

11 thoughts on “Manual de Cultivo para Blogs”

  1. OK… passe a publicidade, aconselhas um registrar e uma hospedagem?…
    Ando com uma ideias de fazer um domínio e registar uns três ou quatro blogs sob esse domínio. Do género domínio.com, um.domínio.com, dois.domínio.com, etc…
    Só que não percebo mesmo patavina acerca do assunto…
    Se não quiseres responder por aqui [por causa da pub], podes enviar-me e-mail?
    Thanx!

  2. wordpress.com Xzine. A sério, 10 dolares por ano mais domínio (ou 15 usd tudo incluído) e não tens qualquer problema com instalação, actualização de software e escolha de servidores.

    Carlos Paulo, na dreamhost são muito bons, provavelmente os melhores… a vender.Já escrevi sobre eles na techzonept.

  3. Já li centenas de blogs a dizer como criar, como fazer, qual o melhor, enfim já li de tudo, no entanto fiquei a perceber o mesmo ou menos ainda do pouco que sei.
    Resumindo:
    Gostava de encontrar alguem que explicasse simplesmente da seguinte forma.
    Para escrever, carrega no sitio X
    Para por fotos, carrega em X
    Para continuar a escrever no dia seguinte, carrega em X
    Como tranferir fotos das Minhas imagens
    Onde se deve por o nome que queremos que figure como titulo do blog.
    enfim queria uma informação simplificada.
    Será possivel?…
    Ze Cruz
    o resto é facil.
    agora

  4. Caro Bruno, em relação ao blog “as minhas ideias” (que até tenho um com esse nome, criado ONTEM), ou ao Ex-Tr-A (também da minha autoria), é que por mais que eu tente que eles sejam vistos, comentados e tudo o mais… isso pura e simplesmente não acontece! E eu, não sabendo criar sites (apesar de ter a ferramenta para isso) e não tendo pasta para tal, começo a pensar… estudei tanto e tenho jeitinho para fazer tanta coisa… PARA QUÊ? Que eu saiba, as habilidades, se não forem trabalhadas, perdem-se, não é? vão enferrujando e acabam por ficar caídas no esquecimento. Eu bem gostava de transformar tudo isso em algo visível, mas parece que sai à dona… invisível ao ponto de ninguém querer saber de que se trata! Ou então aproveitam para danificar (O que já fizeram com o Ex-Tr-A).
    Será possível compreender o meu ponto de vista, caro Bruno? Se me respondesse a todas estas questões, agradecia… era sinal de que eu não ficava caída no esquecimento por mais uma pessoa.
    Obrigada
    Maria Gabriela Dias (autora de 3 blogs, nenhum deles encontrado em pesquisas via google)

    1. Olá Maria,

      eu não esqueci o comentário, apenas não consegui dar-lhe a atenção merecida mais cedo. Peço desculpa…

      A grande dificuldade em tornar um blog visível aos motores de busca está na optimização para os motores de busca.

      Se procurares no blog pela tag SEO ( http://www.brunoamaral.com/post/tag/seo/ ) vais encontrar alguns posts interessantes que podem ser úteis.

Leave a Reply