2 thoughts on “O Conceito de Marketing Relacional”

  1. A complexidade do marketing de hoje pode levar à sobreposição de áreas de actividade das várias disciplinas de suporte ao marketing. O Marketing Relacional é usado para suportar a construção de relações entre as marcas e os seus consumidores – com diálogo, interactividade, recolha e registo da informação de cliente e posterior análise estatística. O Marketing Relacional precisa de muita tecnologia de suporte, de criativos que criem mensagens publicitárias para targets distintos e no limite, um a um; precisa de estratégia integrada nos vários canais e, acima de tudo, tem medição directa – o impacto mede-se nas Relações e nas Vendas.
    As Relações Públicas não têm a sua actuação na mensagem directa e personalizada ao consumidor final, mas sim através dos media – seja online ou offline. Com isto não quer dizer que não haja empresas de RP a tentarem fazer Marketing Relacional e vice-versa.

  2. Discordo do ultimo argumento Ana.

    De facto, numa perspectiva de Relações Públicas como assessoria os profissionais de RP actuam com e através dos meios de comunicação.

    No entanto, mesmo nesse cenário de actuação é essencial adaptar a mensagem ao meio e aos leitores do mesmo.

    Além disso, o paradigma actual de comunicação (não apenas de marketing ou de RP) foca-se na adaptação da mensagem aos diferentes públicos sem intermediários. Isto é uma oportunidade fantástica para as RP, que podem aplicar as técnicas que já existem na identificação, manutenção e gestão de relações e valores base (sejam eles corporativos ou da comunidade).

Leave a Reply