O que é um profissional do blog ?

Para quem precisa de uma introdução à ideia de blogging profissional, ou pro-blogging, aconselho este post no blog Jonasnuts.

Para quem já tem uma ideia, a pergunta concreta é: o que faz de alguém um pro-blogger ?

Não me parece que a tentativa de ganhar dinheiro com um blog seja suficiente para definir um pro-blogger. Eu considero-me um pro-blogger mas este blog não tem qualquer fim lucrativo.

Acho que a ideia de pro-blogging inclui na definição vários aspectos.

  • Dar a cara pelo que se escreve,
  • Actualizar o blog com frequência,
  • Praticar a melhor escrita possível,
  • Definir uma linha editorial e manter-se fiél,
  • Observar de modo sistemático os temas que encaixam nessa linha editorial,

E há de certeza mais coisas a referir. Qual é o vosso ponto de vista ? O que vos parece que faz de alguém um pro-blogger?

5 thoughts on “O que é um profissional do blog ?”

  1. Ai estas rotulagens… Se alguém só escrever um post por semana, mas se forem todos interessantes e bem escritos, então essa pessoa pode ser considerada um pro-blogger?

    Um pro-blogger, para mim, é toda a pessoa que escreve sobre assuntos que lhe agradam, mas com uma escrita perceptível como é óbvio. Mas, acho que isto de rotular umas pessoas como pro-bloggers e outras apenas como bloggers é discriminatório, porque ninguém tem o direito de dizer que é melhor blogger que os outros.
    Atenção, isto não é nada contra ti. Eu é que não gosto muito de rotulagens; acho-as discriminatórias.

  2. Bruno, eu compreendo a tua posição face à aplicação de rótulos. Mas são necessários para nos ajudar a perceber melhor as coisas. Só se tornam um problema se os deixarmos deturpar a nossa opinião.

    Além disso, concordo com a tua opinião de que é preciso escrever de modo a que nos percebam. Coisa que às vezes não acontece em blogs de muita exposição.

    Só insisto na questão de actualizar com frequência. Pode não ser todos os dias, mas tem de existir um esforço continuo.

    Outra ideia é que às vezes o rótulo não distingue entre o bom e o mau. Às vezes um rótulo limita-se a distinguir entre formas diferentes de fazer a mesma coisa.

  3. Os rótulos são, citando o Jaime Pacheco, “uma faca de dois legumes”.

    A frequência de actualização depende um bocado do tipo de blog (neste caso os rótulos são positivos :) ), do target e também do tempo disponível do autor ou autores. Mas é verdade, “tem de existir um esforço continuo”. Isso é essencial e é um dos grandes problemas dos bloggers, que acabam por parar de escrever ao fim de 2/3 meses porque as visitas e os comentários não estão a ser o que eles queriam – foram as dark ages da blogosfera, que felizmente estão a desaparecer.

Leave a Reply