Os Dardos e outras manifestações de valor em Relações Públicas

No PiaR o Rodrigo Saraiva lançou uma série de dardos. E não, não acho que isto seja algo estilo “chain letter” porque só respondemos se quisermos.

Além disso, os links são tokens e sendo tokens têm uma série de valores associados:

Embora qualquer blogger possa afirmar-vos que o link possui um valor monetário, o que é obviamente verdade, também tem outros valores muito importantes. Um link pode ser uma vénia, um louvor, um sítio para onde apontamos (na Web, apontar é bonito), em suma, o link é uma extensão da nossa coerência. Linka-se o que se gosta, o que nos ensina, o que nos ajuda, o que nos faz crescer, de certa forma linka-se o que somos e o que desejamos ser. E mesmo quando linkamos o que não gostamos, esse link transfigura-se em denúncia ou reparo. Na sua essência, linkar é um acto genuíno.

Retirado do Bitaites

O detalhe, é que ninguém nos diz quem linkar de seguida. Por isso e para inverter o jogo fui buscar a lista de 12 blogs que a revista Communication Director optou por distinguir:

Desta lista, já lia regularmente o Mediations do Philip Young, o PR Studies do Richard Bailey e o blog do Neville Hobson que tive a sorte de conhecer no Euroblog de 2008.

Por isso ficam aqui as recomendações e espero que tenham uma boa leitura!

One thought on “Os Dardos e outras manifestações de valor em Relações Públicas”

Leave a Reply