Os Subscritores como Métrica — Do Bitaites ao Abrupto

Estamos habituado a olhar para os subscritores como uma das métricas mais fiáveis para blogs.

Não é bem assim, tudo depende das razões pelas quais se escolhe receber as actualizações ao blog. Eu subscrevo a muito blogs só para os ir observando, ver de que temas falam e como esses temas reflectem ou não nos outros blogs da mesma esfera.

Por exemplo, o Bitaites. O Marco tem 6 mil subscritores mas isso não quer dizer que tudo o que ele escreve seja lido.

Eu nem leio… aquelas histórias de como se formou o cosmos, de como Frank Zappa só não é Deus porque não registou a patente do Universo a tempo (estava ocupado a compor o “assim fala zás-pás-trás-trusta” ou lá o que era).

Nem pensar! Eu gosto é de ver as fotos do banco de jardim que o Sr. Pacheco Pereira vai colocando no Abrupto. Ai sim, é que se vê toda uma preocupação em construir conteúdo relevante, bem pesquisado e construído para chegar a todas as audiências que vão comentando o blog!

E o prémio de melhor blog português do Bitaites? Não… Aquilo foi mesmo um caso curioso em que toda a gente teve a mesma ideia ao mesmo tempo: “Vou votar no Bitaites, só pelo gozo!”. Quando deram por ela já o Marco tinha fugido com o JPEG que diz “Melhor Blog Português”.

E nem o foi por no blog, está por cima da Lareira ao lado do prémio de consolação da Feira de Ciência do 5º ano. — eu avisei-o de que por Mostarda num vulcão artificial não era propriamente boa ideia…

Meio a sério e meio a brincar, o que eu quero dizer é que nem toda as pessoas têm a mesma opinião do que é um bom blog. Eu não subscrevo ao Abrupto, quando subscrevia era para tentar perceber porque é que se tornou num blog com tanta influência nos meios de comunicação.

Outros blogs, eu apenas subscrevo para que fiquem indexados no google reader. Assim posso fazer pesquisas numa série de blogs pré-selecionados. Subscrever não é por isso igual a uma leitura regular. No máximo é um indicador do nível de difusão dos posts, das ideias ou informação que o blogger quer transmitir.

Por isso, além do número de subscritores temos de prestar atenção ao conteúdo, aos links e aos comentários. Não podemos olhar para as métricas de modo isolado.

E sim Marco, não precisas de ficar preocupado porque eu sou dos que ainda vai lendo o Bitaites.

7 thoughts on “Os Subscritores como Métrica — Do Bitaites ao Abrupto”

  1. Onde viste tu os 6000? Os dados do Marco não são públicos: feeds.feedburner.com/~fc/bitaites :)

    Que tal o novo tema? Eu estive tentado a comprar, agora acho que já me passou mas quero um tema novo e gosto muito dos temas do ChrisP..

  2. Perguntei-lhe. Mas a informação de visitas está na sidebar dele também.

    O thesis… é giro só por si. Mas vale mais pelo que podes fazer com ele do que apenas por ser giro. A versão 1.2 trouxe novidades de SEO e mais controlo sobre a apresentação das categorias/arquivos.

  3. Sim, concordo João.
    Mas ainda acrescento mais uma coisa: um blog com 50 subscritores que conhecem directamente o autor pode facilmente ter mais comentários do que um blog menos pessoal com 100 subscritores.
    Depende tudo do contexto.
    O blog da minha turma tem 30 pessoas inscritas, e o ritmo de posts e comentários é bastante superior ao de blogs mais divulgados. (No espaço de um ano, 338 Posts e 616 comentários)

  4. Exactamente, muito boa gente vai acumulando subscrições nos leitores e nem chega a ler os títulos dos posts. (incluíndo eu).

    Claro que deve-se tomar em conta, mas certamente não será o indicador principal!

    Ctps

  5. Mas eu leio, nem que seja na diagonal.
    Esta é a eterne discussão do cão a tentar morder a cauda.
    Sabemos que não são as estatísticas que aferem a qualidade do blogue. Mas também sabemos que de algum lado elas vêm.
    E sabemos que há blogues de extremamente boa qualidade que nunca hão-de ver a luz.

    E é por isso que eu leio o meu GR. E anoto. E partilho.

    Bom texto.

  6. “E o prémio de melhor blog português do Bitaites? Não… Aquilo foi mesmo um caso curioso em que toda a gente teve a mesma ideia ao mesmo tempo: “Vou votar no Bitaites, só pelo gozo!”. Quando deram por ela já o Marco tinha fugido com o JPEG que diz “Melhor Blog Português”.”

    As regras do MBP são um dos casos flagrantes em que visitas e subscritores que não tiveram tempo de o ler. Um ano depois ainda há dúvidas 😀 E olha que no dia do anúncio houve mais de 12000 únicos.

    Abraço.

Leave a Reply